Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Morro Redondo - RS e os cookies: nosso site usa cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar você concorda com a nossa Política de Cookies e Privacidade.
ACEITAR
PERSONALIZAR
Política de Cookies e Privacidade
Personalize as suas preferências de cookies.

Clique aqui e consulte nossas políticas.
Cookies necessários
Cookies de estatísticas
SALVAR
Prefeitura Municipal de Morro Redondo - RS
Notícias
Enviar para um amigo!
Indique essa página para um amigo com seus dados
Obs: campos com asterisco () são obrigatórios.
Enviando indicação. Por favor, aguarde...
ABR
06
06 ABR 2023
Coordenador da Sedac participa da elaboração do Plano Municipal de Cultura em Morro Redondo
enviar para um amigo
receba notícias

Na noite de terça-feira (4), o coordenador do Sistema Estadual de Cultura Ruben Oliveira, o Rubinho, participou em Morro Redondo da reunião do Conselho Municipal de Cultura. A ação integrou a etapa de elaboração do Plano Municipal de Cultura e realizada no prédio da Câmara Municipal de Vereadores.

Inicialmente, houve a apresentação da nova presidente do Conselho Municipal, Patrícia Hackbart, que agradeceu a oportunidade e afirmou que seguirá auxiliando o bom andamento do órgão que, segundo ela, colabora e muito para valorização do setor. Cada autoridade e representante das entidades pôde se apresentar e explicar a importância de ter o plano.

O coordenador do Sistema, vinculado à Secretaria Estadual de Cultura (Sedac), atua no sistema que interliga os 497 municípios envolvendo teatro, dança, música, literatura, circo e apresentações artísticas. Afirmando estar feliz de estar no município ele explica que o plano valoriza a diversidade geográfica cultural, respeitando aspectos regionais, patrimônio que marca a cidade. “Cultura e turismo andam juntos, o maior patrimônio é o ser humano, são pessoas que fazem, oportunizam como atrativo alimentar a experiência de vir degustar os produtos”, citou. Ele acrescentou que o plano é elaborado com a participação de vários segmentos da comunidade e precisa ser feito conforme a realidade local.

Na ocasião, o coordenador tirou dúvidas sobre os pontos que fazem parte do plano no que tange a caracterização do município, panorama cultural, desafios, diretrizes, prioridades, objetivos, estratégias e as metas. Posteriormente, os integrantes do Conselho vão se reunir para concluir a elaboração do documento, que será repassado ao Executivo e encaminhado para apreciação da Câmara por meio de um projeto de lei.

De acordo com o coordenador, apenas 130 municípios estarão habilitados a participar de um edital que será lançado pelo estado no dia 13 de abril, que prevê apoio à projetos culturais, tendo o plano como requisito.

Manifestações

A reunião teve a participação de diversos representantes de entidades do município, que destacaram a importância da elaboração do plano e a importância do documento retratar a diversidade e multiplicidade cultural do município.

O vice-presidente do Conselho Municipal de Cultura, Flávio Almeida destacou que o plano é fundamental, possibilitando a chegada de recursos para fomentar cada vez mais a área no município, com a participação da comunidade sendo importantíssima.

Já a presidente do Conselho Municipal de Turismo, Fernanda Blank, lembrou que a categoria já estava solicitando o plano há um tempo, visando proporcionar verbas para o município. A presidente da Associação dos Empreendedores de Turismo (AETMORE), Sabrina Waltzer, apontou que desde 2019 também lutando por este plano. “Espero que aqui tudo ande, tendo espaço para todos mostrarem a sua cultura e serem representados”.

Integrante do Conselho da Cultura e representando o Gabinete do Prefeito, Luiz Fagner dos Santos destacou que estão sendo acrescentados novos integrantes no órgão, para o tornar mais participativo. Ele afirmou ainda que o encontro com o coordenador foi importante para obter esclarecimentos. “Lembrando que o município já tem criado o Fundo Municipal da Cultura, juntamente com o Conselho Municipal de Cultura, restando apenas concluir o Plano para finalizar a composição do Sistema Municipal de Cultural”, disse.

A vereadora Leticia Santos (PSDB) agradeceu ao Rubens pela receptividade da SEDAC. Ela lembrou que desde pequena integrou o Centro de Tradições Gaúchas (CTG) Cancela Grande e sentia a falta de uma atenção à cultura local. “Hoje é um dia histórico para Morro Redondo, pois já respiramos a cultura, e para viver por este setor precisamos de ações”, recordou.

A vereadora Vivian Rickes Rosa (PSDB) também agradeceu ao coordenador. “Gratidão por o Rubinho nos dar força e uma atenção desde o primeiro encontro no ano passado. Insistimos e fomos bem atendidos, pois estas nos ajudando e muito na construção deste plano”, celebrou. Também parlamentar, Thiarles Schneider (PT), reconheceu a felicidade pela mobilização de todos os presentes.

A vice-prefeita Angelica Boettege dos Santos (PSDB), enalteceu a participação dos representantes de cada instituição para potencializar a cultura de morro-redondense, a partir da união de diversos elementos, como em festas ou lutas. “Pessoas que estão aqui e fazem a diferença, através do turismo e da cultura, trazem uma esperança para a comunidade”, afirma, externando a preocupação para que as ações no plano se mantenham.

O empreendedor do Sítio Amoreza e também diretor de Turismo da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Rurismo, Pedro Vieira, explicitou a satisfação de desde o ano passado estar à frente da diretoria. “E, quem sabe no futuro, ter turismo e cultura juntos num mesmo departamento”, projetou. Ele acrescentou, no entanto, que a cultura não é somente festa, mas sim ter a essência dos aspectos culturais, da história, do que é importante para a comunidade local. Sobre o plano desejou que “as pessoas se reconheçam como autores e que seja autêntico. Que as pessoas vejam resultados e que se torne possível”.

O presidente da Paróquia Evangélica de Confissão Luterana do Brasil (IECLB) em Morro Redondo, Santo Eli de Melo Garcia, falou da importância de valorizar esta área no município, afirmando ser essencial para as pessoas que se dedicam a se envolver para trazer uma alternativa de renda para o município.

Por sua vez, o pastor Emérito IECLB, Jorge Signorini, também representando o CTG Cancela Grande e o Grupo Cultural Os Tordilhos, relatou que os moradores são “a relação do passado, presente e futuro. Nós somos o resultado do que eles nos deixaram, também dos nossos aspectos culturais, e dependendo do que nós fazermos com os valores culturais das pessoas, dos indivíduos, dos grupos e da sociedade. Nós vamos impulsionar coisas maravilhosas para o futuro, executando valores, o que pode ter continuidade na cultura depende de nós. Importante todos ligados a este setor estarem com nós”.

O Pastor Vinicius Kressan da Igreja Evangélica Luterana do Brasil de Morro Redondo, disse, que antes de ir para o município fez pesquisas na internet para ter informações sobre o local. “O que me encantou foi a cultura através das canções da Sabrina Waltzer, que mostram um pouco das características desta comunidade, desde os doces, do jeito das pessoas de outros aspectos, o que nos chama atenção. Por isso a importância da cultura, para gente que vem de outro lugar, como é bom poder conhecer a cultura local e trabalhar conforme a realidade e não mudar aspectos. Muito bom ver o Rubinho nos proporcionando auxiliar no momento histórico que está sendo de criação do primeiro plano municipal de cultura”. Ele esteve acompanhado do membro Silvo Ewald.

A vice-presidente da Associação de Empreendedores de Turismo e secretária do Conselho Municipal de Turismo, Raquel Muller, salientou que o grupo é heterogêneo, pois quem trabalha com turismo se envolve com a cultura. Ela ainda apontou que este foi o terceiro encontro coletivo e que cada um, no seu tempo, vai construindo a sua etapa. “Vimos um avanço de uns anos para cá na cultura do município que é visível, vivemos um momento positivo e precisamos dar o nosso melhor”.

Alexandre Miguens, do empreendimento Refúgio Araça mora há dois anos na cidade e disse estar aprendendo muito com “esse povo que trabalha na coletividade, já me sinto morador daqui e muito orgulho”.

Adriane Lobo, representando a Emater/RS-Ascar de Morro Redondo destacou que “o que gratifica é que tudo começou pela agricultura familiar, a Emater é parceira. Sou integrante do conselho de turismo e sempre envolvida nas festas”.

Davi Schiavon, integrante do Conselho Municipal do Turismo e assessor do prefeito, representou a Paróquia da Igreja Católica Nosso Senhor do Bonfim. Em sua fala, começou destacando a importância da valorização do trabalho, com a união do Turismo e Cultura. “Cito que, no mandato em que fui secretário de Desenvolvimento Rural, foi criado o turismo rural no município, que trouxe a possibilidade de vermos os potenciais das belezas culturais e de paisagens. Estou feliz que está tendo continuidade, mesmo com troca de secretários e vindo novas pessoas, se agregando a este trabalho e dando mais força. Bom que tem pessoas da comunidade e vários de outras cidades que estão adotando esta terra como morro-redondenses”. Ele ainda destacou a presença do representante da SEDAC, “que vem nos respaldares para esse belo casamento da cultura e turismo e ser cada vez mais reconhecido pelo estado”.

O presidente da Associação Amigos da Cultura de Morro Redondo, Andrea Messias inicialmente explicou que o intuito da associação é garantir o funcionamento do Museu Histórico de Morro Redondo, que conta com objetos que retratam a história da população, “desde o meio rural e urbano, que o representa e ajuda também a melhorar a memória de muitos idosos que passam por lá ao verem tal objeto”.

Diego Ribeiro, professor do curso de Museologia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), representando o Museu de Morro Redondo e também coordenador do Polo da Cátedra Morro Redondo, ressaltou destacou o trabalho desenvolvido no museu, tocado há 15 anos e que é pensado nas pessoas, na valorização das suas histórias, daqueles que querem fazer as coisas acontecerem mesmo sem recurso. “Com o Polo da Cátedra está sendo identificado o que é patrimônio da cidade desde o passado até o futuro”, disse.

Na mesma linha, o jornalista Diones Forlan, que atua na Rádio Bomfim FM, a primeira rádio comunitária legalizada da história do Rio Grande do Sul, destacou que por meio de uma brincadeira no programa Alô Alô Morro Redondo, com apresentação de Osmar Franchini, foi solicitado a àqueles que tivessem objetos antigos para doar entrassem em contato com o veículo. Com isso, Ervino Buttow e Antônio Reinhardt, já falecido, tiveram a ideia de criar o Museu.

Ele ainda colocou a rádio à disposição para que o espaço seja utilizado na divulgação do que é realizado nas reuniões dos Conselhos de Cultura e Turismo, além de proporcionar um espaço para um programa Cultural, que visa manter viva a história da comunidade, de que forma que fique registrada através das ondas do rádio.

 

Seta
Versão do Sistema: 3.4.1 - 29/04/2024
Copyright Instar - 2006-2024. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia